Dourados, Sabado, 21 de Julho de 2018 jornaldopescador@gmail.com Cood: Pedro S. Santos(67)99832-4801 | 99224-4229
PMA lança 'Operação Carnaval'; pesca estará liberada em MS

Diferentemente das últimas três operações de carnaval, quando a pesca não estava aberta durante o período de folia, neste ano, a partir da meia-noite de sábado, a pesca estará aberta em todos os rios de Mato Grosso do Sul. Por esta razão, a Polícia Militar Ambiental começa amanhã (27), às 12h, a “Operação Carnaval 2014”, com foco principal na pesca predatória. O encerramento será às 08h do dia 4.

A estratégia inicial será a seguinte: como a pesca está aberta, o Comando da PMA reforçará o policiamento nas cidades com tradição carnavalesca e com vocação pesqueira, que receberão maior número de turistas, tais como: Corumbá, Porto Murtinho, Aquidauana, Miranda, Bonito, Jardim, Coxim, Paranaíba e Cassilândia, as quais receberão efetivo da sede (Campo Grande-MS) e de outras subunidades situadas em cidades que não receberão muitos turistas durante o carnaval, ou que não possuem tradição pesqueira.

As Subunidades dos municípios de Dourados, Bataguassu, Batayporã, Aparecida do Taboado e Três Lagoas, bem como Rio Negro, São Gabriel do Oeste, Mundo Novo, Bela Vista e Naviraí também reforçarão suas áreas, com dedicação a manutenção da fiscalização preventiva nos rios. Os postos fixos das Cachoeiras do rio Anhanduí, em Bataguassu, Rio Verde, em Água Clara, Salto do Pirapó, em Amambai e Cachoeira do Sossego, em Rochedo, montados para a operação piracema serão mantidos instalados até o final da operação carnaval.

Três equipes da sede (Campo Grande) também estarão fazendo fiscalização itinerante, sem área definida, exercendo serviços de barreiras e fiscalização fluvial. Todo o efetivo disponível estará envolvido na operação, pois os comandantes das 25 subunidades empregarão seu pessoal no trabalho de fiscalização dos rios e de combate e prevenção aos demais crimes ambientais. Além da pesca, as 25 Subunidades desenvolverão também barreiras e combate ao desmatamento e carvoarias irregulares, exploração ilegal de madeira, com visitas às propriedades rurais, bem como combate aos crimes contra a fauna, poluição e outros crimes ambientais.

« voltar